6 passos que vão ajudar sua empresa a crescer financeiramente

crescimento financeiro é o principal objetivo das empresas. É por meio dele que se torna possível controlar as operações, além de expandir a atuação de mercado. Contudo, se essa etapa não for cumprida com excelência, ocorrem vários prejuízos para o negócio – que vão além das finanças.

Dessa forma, gestores e empresários precisam entender quais são os métodos mais assertivos para aumentar seus lucros e diminuir as despesas. E é disso que vamos tratar nesse artigo, elencando os 6 passos que vão ajudar sua empresa a crescer financeiramente.

1. Planejamento financeiro

Para crescer é preciso planejar. Este é o primeiro passo para que sua empresa aumente as finanças. Comece fazendo um “inventário” das contas empresariais: quais são as entradas, onde estão as saídas, quanto a empresa gira de capital e outros indicadores do gênero.

Com os números a sua frente, torna-se mais fácil fazer o planejamento financeiro. Aqui, eliminam-se gastos desnecessários, ampliam-se os investimentos no que está dando certo e permite-se avançar em outras questões preponderantes do crescimento.

2. Investimento em tecnologia

Atualmente é possível fazer uma gestão financeira de forma automatizada, centralizada e prática. Sistemas de gestão (como o ERP), aplicativos financeiros e outros softwares podem contribuir para que sua empresa controle as finanças em um único só ponto.

Isso traz crescimento financeiro de várias maneiras: aumenta-se a produtividade dos colaboradores; diminui a quantidade de erros humanos; agiliza às operações financeiras e rotinas produtivas. A tecnologia é quase que obrigatória para um assertivo crescimento financeiro.

3. O cliente é prioridade

O terceiro passo é a atenção ao cliente: ele sempre será a prioridade. Ou seja, se você deseja uma escalada nas finanças, saiba quem é o público consumidor. Entender os hábitos de consumo, o perfil de compra e a relação com sua marca são indispensáveis.

Isso permite que você direcione ações para sua base de clientes e atraia proeminentes consumidores ao seu negócio. O cliente é o termômetro de mercado de qualquer empresa – e, sem priorizá-lo, dificilmente seu negócio alavancará financeiramente.

4. Exposição da sua marca

Mais recursos é sinônimo de alcance amplo de consumidores. O quarto passo, em sintonia com os anteriores, é a exposição da marca. A internet permite que você alcance mais clientes, mas também pode posicionar a empresa como referência na sua região.

Redes sociais, aplicativos como o WhatsApp, dados em buscadores como o Google – tudo está intimamente ligado à exposição da marca e consequente crescimento financeiro. Não à toa, os gastos com marketing e publicidade atualmente estão voltados ao ambiente digital.

5. O melhor regime tributário

Chegando ao quinto passo, temos uma forma decisiva de alavancar as finanças. Contudo, isso pode ser minado se você não encontrar o melhor regime tributário para o negócio. Em outras palavras: a empresa ganha mais, mas os impostos também são maiores.

Há três modalidades básicas nesse sentido: Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional. Cada um conta com características que, de acordo com as finanças do seu negócio (e análise do contabilista), permitem maximizar os ganhos e diminuir os impostos.

6. Fluxo de caixa: analise periodicamente

O último passo é uma análise periódica do fluxo de caixa. A dica é fazer mensalmente, pois é um período consolidado em várias empresas. Este passo é a forma mais clara e objetiva de ajudar sua empresa a crescer financeiramente.

– O fluxo de caixa apresenta resultados financeiros, que podem ser comparados com outros períodos.

– É uma ferramenta que deve discriminar todas as receitas e despesas, permitindo melhor gerenciamento do negócio.

– Pode-se expandir o mercado com os detalhes do fluxo de caixa, bem como priorizar despesas mais urgentes (como empréstimos e dívidas trabalhistas).