Fluxo de caixa projetado: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Dentre os conceitos que permeiam a gestão financeira de um negócio, o fluxo de caixa é um dos mais importantes. Ele é um recurso que visa determinar como é a movimentação de recurso da empresa e é essencial para o seu sucesso. Confira, neste artigo, o conceito de fluxo de caixa projetado e como ele pode ajudar o futuro e o presente da sua empresa.

O que é fluxo de caixa?

Para entender esse conceito, é preciso começar pelo básico, analisando o que é o fluxo de caixa. A ideia por trás dessa ferramenta é conhecer todo o valor de entrada e saída da empresa, de modo a garantir um balanço positivo e encontrar os momentos em que existe um valor negativo. Para isso, é preciso fazer o controle diário de todo o recurso que entra ou sai da empresa. Ter essas informações precisas é a única forma de fazer esse controle.

É importante ressaltar duas características importantes em relação ao fluxo de caixa. Ela é uma ferramenta muito rápida, com avaliação de recurso diária e imediata, refletindo o quanto a empresa tem para gastar em determinado momento. Além disso, ela não deve ser misturada com noções, como lucro e prejuízo, já que este não é o seu objetivo.

O fluxo de caixa projetado

Com esse conhecimento, podemos discutir melhor o que é o fluxo de caixa projetado. Como o nome indica, esse conceito nada mais é do que uma projeção do fluxo de caixa até algum determinado período.

Essa ideia é extremamente interessante e benéfica por dois motivos. Primeiro, permite encontrar possíveis riscos e lidar com eles antes que se tornem um problema mais concreto.

Além disso, permite criar um histórico e uma projeção futura que possibilitam se planejar melhor e tomar decisões com mais informação. Por exemplo, você pode encontrar os momentos em que existem mais recursos em caixa para fazer a compra com os fornecedores.

Como fazer o fluxo de caixa projetado?

Outro ponto interessante desse conceito é que ele pode ser adaptado à diferentes períodos. Ele pode ser feito no curto prazo, de modo a ajudar a reconhecer a percepção imediata da empresa, até o longo prazo, para que o planejamento para o futuro possa ser ainda mais preciso.

Ser realista é um pré-requisito básico para esse exercício. Não adianta jogar as projeções de entrada lá para cima, se não houver uma expectativa real de que isso seja o caso, do mesmo modo que não é interessante diminuir artificialmente as despesas. Assim, o seu fluxo projetado pode agir contra você e ser um detrimento para a sua empresa.

Os benefícios do fluxo de caixa projetado

Porém, quando feito da maneira ideal, é um recurso extremamente vantajoso para a sua empresa. Ele pode ajudar a nortear as ações que façam mais sentido para o seu negócio. É possível planejar uma aquisição para um momento em que haja mais recurso ou buscar formas de contornar uma situação de maior aperto.

Ter resultados acima do esperado também é muito positivo, pois permite avaliar o motivo para essa boa surpresa, de modo a tentar replicá-la no futuro.

O fluxo de caixa projetado é um exercício extremamente benéfico, construído em cima de um dos conceitos mais importantes para qualquer empresa. Por isso, comece a aplicá-lo desde já para ter ainda mais segurança em relação ao seu negócio.